domingo, 28 de março de 2021

Resenha: Still me, Christopher Reeve

 Boa noite, gente!

Tudo bem?

Hoje tem resenha de uma autobiografia que tenho há anos, e finalmente li e me emocionei muito!

Confira!

Still me é a autobiografia do ator americano Christopher Reeve, mais conhecido por ter interpretado quatro filmes do Superman.

Quando eu tinha uns seis ou sete anos assisti os quatro filmes e fiquei apaixonada pelo Christopher! Ele foi um dos meus primeiros crushes cinematográficos! kkkk Adorei os filmes e ele.

Poucos anos depois ele veio a falecer, e fiquei chocadíssima. Lembro bem do dia de sua morte, eu assistindo ao jornal da tarde normalmente e aparece a notícia e um trecho de uma entrevista sua, já na cadeira de rodas, foi um dia triste e uma imagem que nunca esqueci.

Christopher até hoje é considerado o melhor superman de todos os tempos.
E realmente ele é emblemático.

Assistiti quase todas as adaptações sobre o superman depois de ver os filmes com ele e gostei de todas que vi, mas é claro, que nenhum Clark Kent é tão bem interpretado como o dele. Que ator sensacional!

Nessa autobiografia, Christopher conta sobre o acidente que lhe deixou tetraplégico. Ao cair de um cavalo, sua vida mudou completamente.

Ele perdeu não só os movimentos, como também a capacidade de respirar sozinho, tendo que usar pelo resto da vida respirador.

Mas o acidente não o parou. Ao contrário, ele se tornou ainda mais forte, correndo atrás de políticos e usando sua voz como ator para conseguir meios de tratamento e fundações para ajudar quem ficou para/tetraplégico, fundando junto com sua esposa Dana, uma fundação que visa arrecadar fundos para tratamentos do tipo.

Christopher também fala sobre sua infância, o divórcio traumático dos pais, os primeiros anos de estudo da arte e seu início de carreira. Relacionamentos, amigos e o quanto o apoio da família o ajudou a se reerguer e superar cada obstáculo que veio após o acidente.

Todo amor e dedicação de sua esposa Dane foram fundamentais para sua recuperação, e já comecei a leitura chorando quando ele conta que ao acordar após quatro dias em coma, ele lhe pede para que desligue o respirador e lhe deixe morrer e ela diz chorando: "Você ainda é você, e eu te amo". Com essa declaração ele diz ter percebido que ainda havia muito o que viver e o que amar. Lindos, né?!

Sua paixão pelo cinema é óbvia e ele é incrível! Uma pessoa muito iluminada, bem articulada e extremamente inteligente.

Um homem que por amor a família decidiu viver mesmo com limitações e dificuldades e fazer o melhor para os filhos, buscar ensinar e estar presentes sempre.

Uma história linda e que todos precisam ler!

O livro já foi lançado em português sob o título Ainda sou eu.

Incrível, me fez ainda mais fã!

Christopher Reeve é na real um superhomem!

Leiaaaam!

Essa é a terceira resenha de março do Desafio Literário Livreando de 2021.
Da opção: biográfico.

Beijinhos,
Ana M. 


Resenha: Eu posso!, Fabiana Bertotti

 Boa noite, galerê!

Tudo beleza?

Hoje tem resenha de uma das minhas autoras favoritas da vida.

Confira!


Eu posso! da autora brasileira Fabiana Bertotti foi um livro que me decepcionou bastante. O que é triste, já que os três primeiros que li da Fabi se tornaram prefes da vida. Mas os últimos quatro contando com esse foram extremamente decepcionantes.

Achei esse livro tão mal organizado e mal escrito que nem sei direito o que falar sobre ele.

Porque os temas foram todos misturados, não consegui entender o que ela quis dizer com tudo. kkkkkk

A Fabi discorre sobre feminismo, machismo, maternidade, culpa, medos, emagrecimento, etc.

Me sinto mal em dizer isso, pois parece que tô atacando ela, mas a verdade é que achei tudo beeeem raso.

Porém, teve algumas partes que me marcaram muito, como a importância de uma alimentação bem regulada e o lutar contra a ansiedade que nos faz comer mais que o necessário, li ele tem duas semanas, e desde que terminei a leitura, comecei uma dieta com afinco, e posso lhes dizer que estou já vendo resultados.

Ela também discute uma coisa muito importante, sobre o quanto algumas doenças se desenvolvem através de traumas e nervosos que passamos, o que também me marcou demais, pois sou muita ansiosa, e embora eu sempre tenha tido dores estomacais, desde o natal eu estava com muitas dores, todos os dias, devido a ansiedade, e também estou buscando me acalmar e buscar outras distrações. Ler sobre isso, me fez perceber o que acontecia comigo todos os dias e tenho mudado vários hábitos agora.

Então, vocês podem ver, não foi um livro que me ganhou. Achei que faltou sim muita coisa, que poderia ter sido muito melhor, mas que me tocou e me ajudou bastante!

No final, ele fala também sobre a importância de buscar forças e ter disciplina para realizar nossos sonhos, o que conectou com os sonhos e projetos que estou vivendo.

Enfim, foi um livro mediano.

O último dela que faltava pra mim e não sei se comprarei o próximo que ela já disse estar escrevendo kkkkk

Indico para quem já é fã da autora.

Essa é a segunda resenha de março do Desafio Literário Livreando de 2021.

Da opção: de uma autora favorita.

Beijos,
Ana M.

Resenha: E depois?, Fê Friederick Jhones

 Boa noite, gente!

Tudo bem?

Hoje tem resenha de um livro de contos que gostei demais de ler. 

Confira!


E depois? da autora brasileira Fê Friederick Jhones é uma obra com três contos, cada um é sobre uma personagem de seu chick-lit S.O.S. Fui Traída que li em seu lançamento e reli no começo desse ano e gosto demais!

Quando li S.O.S. já tinha me divertido e me emocionado com a história da Agda, e agora a autora trouxe mais esses três contos para matarmos a saudade, além de mostrar como está a vida da protagonista e suas duas melhores amigas. O que, confesso, realmente terminei S.O.S. curiosa para saber de tudo que viria a seguir, pois Agda e os 12 passos que ela segue, são muito interessantes e me fizeram refletir sobre algumas mudanças necessárias na vida.

Não me decepcionei!

No conto de Agda, encontramos ela e o marido ainda mais fortes e apaixonados. Superaram seus problemas, e recomeçaram com amor e perdão, além de estarem esperando o primeiro filho!

O conto é divertido e fofo, e o melhor: é baseado numa experiência da autora! Ela diz em nota, mas mesmo assim, terminei de ler e corri perguntar pra ela sobre um personagem secundário, porque achei a cena hilária! kkkkk 

Já no segundo conto temos a Lari, a amiga escritora da Agda, que é beeeeem maluquinha. Me deu um susto esse conto! A Lari fica cabreira com algo que está acontecendo entre ela e o marido. E o final mostra o quanto não podemos deixar as bobagens que os outros nos falam nos abalar e confiar mais em quem nos ama.

E o terceiro é sobre a Manu, a amiga que Agda faz no grupo para mulheres traídas que ela participa, e achei tão fofo e real. A Manu é meiga e vívida, e dar esse novo passo, fez com que ela ficasse um tanto receosa. O que adorei de ver essa face dela e o final gracinha.

Enfim, adorei a leitura! Me diverti e matei a saudade!

Agradeço a autora pelo envio do livro e brindes, amei tudinho!

* Leia também as demais resenhas dos livros da Fê já resenhados aqui no blog:
Essa e a primeira resenha de março do Desafio Literário Livreando de 2021.

Da opção: um livro de contos.

Beijos,
Ana M.

sábado, 27 de fevereiro de 2021

Resenha: Resistência, Pr. J. Jacó Vieira

Boa noite, gente!
Vamos para mais uma resenha essa noite!
Confira!
Resistência do autor brasileiro Pr. J. Jacó Vieira é um livro muito emocionante de ler, e uma das minhas melhores leituras desse ano.

Fevereiro, sem dúvida, foi um mês de ótimas leituras, e esse livro foi uma grande surpresa de diversas maneiras.

Primeiro, sabe como eu conheci ele? Um dia em que fui obrigada a sair de casa para pagar as contas, com cólica, e sem um pingo de vontade, encontro-o caído debaixo de uma lixeira numa rua. Catei, é claro! kkkkkk

E como gostei dessa leitura! Tanto que li e em seguida já reli.

O livro é curto, com menos de 100 páginas, mas muito interessante e forte.

O autor discorre sobre como a fé em Deus nos torna fortes e corajosos em tempos difíceis, e em como orar e entregar ao Pai suas dores, lhe ajudou a superar grandes perdas, além de estar ajudando-o no tratamento de câncer. 

Outra coisa que me surpreendeu muito, é que o autor escreveu e publicou ele ano passado, na cidade vizinha com a minha, e a ideia do livro surgiu no começo da quarentena!

Pois é!

Amei demais.

Não tem como falar muito, pois por ser curtinho, mas cada capítulo explica com versículos bíblicos como o desânimo, o sentimento de derrota e frustração nos desaproxima de Deus, enfraquecendo nossa fé e, algo igualmente horrível: nossos sonhos.

Como nos desesperar e não confiar em meio a dor faz nosso coração deixar de sonhar.

Esse capítulo me marcou. Achei interessantíssimo e muito emocionante!

Indicadíssimo! E que achado!

Terceiro livro lido de fevereiro para o Desafio Literário Livreando de 2021.
Do tema: com uma palavra  no título.

Heeey, comenta aí o que achou da resenha e me fala, você já encontrou algum livro perdido?

Beijinhos,
Ana M.





Resenha: Meu Conselheiro de Luz, Mila Wander

Boa noite, gente, tudo bem?
Hoje tem resenha de um livro lindo, que tenho há anos!
Confira!

Já faz uns 3 anos que tenho Meu Conselheiro de Luz da autora brasileira Mila Wander, e embora queria muito lê-lo, em meio a tantas leituras, fui postergando, até que li esse mês, e uau!, se tornou um dos meus prefes da vida!

Meu Conselheiro de Luz se passa em ambiente escolar, que adoro, e tem mais outros dois elementos que amo na literatura: romance e fantasia!!!

A história é sobre Rafaela, uma adolescente que está no último ano do Ensino Médio e é supermimada e prepotente, grossa ao extremo, vive fazendo bullying com Carla, outra estudante que é muito quieta e fechada, e passa a sofrer ainda mais perseguições dos outros alunos por incentivo de Rafaela.

Até que algo surpreende Rafaela, acabando com o poder que ela achava ter sobre todos. Ela morre atropelada.

E ao chegar num tipo de "céu", ela não tem muito tempo para explicações, só é enviada novamente para a Terra como fantasma, para ajudar Carla, sem nem saber como ajudá-la e o porquê...

Ela tem um Conselheiro de luz, Leonardo, que de cara já arrebata seu coração.

Gente, que história linda e divertida!

Eu já tinha lido um conto da autora e o livro Meu maior presente, sabia que a escrita dela era incrível, mas aqui está ainda melhor!

Uma narrativa deliciosa de ler, alegre, cativante, e também cheia de emoção.

A Rafa me surpreendeu, já que ao retornar para a Terra, ela consegue finalmente enxergar a cretina que sempre foi kkkk e passa a buscar mesmo mudar, ser diferente, ser luz.

A Carla sofre muito! Ela é muito especial e simpática, embora não esteja mais aguentando tanto bullying, que mesmo após a morte da Rafa, ainda não acabou.

O Leo, meu Deus, que homão! kkkkk
Ele é muitooooo fofo, nem preciso dizer que virou meu crush, né? E seus ensinamentos, cuidados e presença com a Rafa foram lindos e fundamentais para ela compreender tudo que estava acontecendo.

O desenrolar da história é muito bom. Ainda que morta, Rafa, como uma fantasma que nem sabe se conseguirá ir pro céu, busca se reencontrar, se perdoar e pedir perdão. Enxerga o que fez de errado, e tenta de verdade fazer o certo.

O julgamento final foi muito engraçado e uma cena maravilhosa, queria vê-la no cinema!

Os personagens secundários são ótimos também. E que raiva passei do escroto do Victor!

Lindíssimo! Leiam!!!

Segundo livro lido de fevereiro para o Desafio Literário Livreando de 2021.
Do tema: um livro de literatura nacional.

Beijinhos,
Ana M.