terça-feira, 9 de maio de 2017

#Resenha: Um Minuto, Mag Alves (Duologia #1)

E aí, gente, tudo bem??
Aqui tudo ótimo, graças a Deus!!
E hoje tem resenha de um livro maravilhoso, que amei!
Confira!


Um Minuto da autora brasileira Mag Alves, conta a história da Mariana, uma ex-gerente bancária, que há três anos perdeu Gustavo, seu marido.

Uma cirurgia simples, infelizmente o levou. E Mariana luta dia após dia para retornar à vida.

Presa numa depressão profunda, Mary não aguenta mais viver. Só deseja estar ao lado de seu amado marido. Mesmo que para isso, tenha que morrer também.

Nesses três anos, ela não dormiu, mal se alimentou, frequenta um psicólogo obrigada, precisou tirar licença de seu trabalho - o mesmo que lutou tanto para conseguir -. Mary não tem mais forças para seguir em frente, e nem sabe como encontra-las. Ela se recusa a viver sem seu grande amor. Se recusa a ter de voltar a trabalhar, sair, ser feliz. Pensar em recomeçar a vida e até encontrar um novo amor, deixa Mary chocada. Ela já está morta, num corpo vivo.

Até que num momento de desespero, conhece Fábio, aos poucos tornam-se amigos, e ela aceita ajuda-lo a administrar a empresa do pai do rapaz que está muito doente. 

Com essa aproximação, Fábio vai entrando em sua vida aos poucos, ajudando-a, conversando e apoiando suas dores, sempre lhe estendendo a mão. Sem cobranças ou julgamentos sobre seu estado.

Mary, inesperadamente, passa a abrir-se mais com ele, além de ajudando ele na empresa, ela percebe que ainda está viva, que ainda é competente e o quanto ama seu ofício.

Os dois constroem uma amizade linda e de muito carinho. E Fábio não esconde seu interesse amoroso por Mary, porém, respeitosamente não força a barra, deixando-a livre pra viver e escolher como enfrentar seus problemas e como continuar a sua vida.

Eu conheci a autora Mag Alves lá no facebook. Ela gentilmente me ajudou - e MUITO! - a instalar o app do kindle, e teve a maior paciência do mundo comigo! Obrigadãooooo Mag!
Quando ela me enviou a sinopse do livro, fiquei muito interessada, porque amo livros que discorrem sobre dar a volta por cima, seguir em frente, superar. No entanto, eu não imaginava que eu ficaria tão tocada como fiquei.

Comecei a ler o livro ontem a noite, após terminar outro, pois eu estava muito curiosa pra conhecer a Mary, e gente, eu não consegui parar de ler enquanto não cheguei ao fim.

Que livro fofo e surpreendente!

A escrita da Mary é doce e fluida, além de nos ambientar na trama, deixando-nos à vontade como se fossemos amigos dos personagens.

A autora também soube dosar e tocar de uma forma clara e objetiva, sem preconceitos ou exageros sobre a depressão.

A Mag mostrou como cada um precisa de seu próprio tempo para voltar à vida, para superar suas dores e perdas, além de ter tido uma sensibilidade gigantesca em narrar as cenas fortes e de muita dor para a Mary, me fazendo sentir essas dores também, assim como, nas cenas de superação, me deu aquela alegria e empatia pela Mary e pelos demais personagens.

Adorei também o relacionamento da Mary com a sogra e a cunhada, Cíntia e Camila, respectivamente. É comum vermos as sogras/cunhadas serem taxadas em livros como doidas, cobras e traiçoeiras, mas aqui, a Mag fez de uma forma linda, provando que, os parentes tanto da esposa, quanto do marido, fazem também parte de nossa família e é preciso amor e respeito para com eles, consolidando uma grande amizade.

O Fábio foi um cavalheiro do início ao fim. Extremamente respeitoso e carinhoso com a Mary, compreendendo-a e aceitando-a como ela é! Mesmo com seus traumas e dores, ele jamais a abandonou ou a julgou.
Achei-o lindo, principalmente por ele ter sido um amigo. Não só um pretendente, rs, como também, alguém para todas as horas.

Muito obrigada, Mag, por tudo e por me enviar o e-book! Eu adorei! E claro, quero muito ler logo o segundo volume.

Uma história simples e cativante, que mexe muito com a gente. Falando abertamente sobre luto e depressão de uma forma rica em que podemos entender mais as lutas de nossos semelhantes!

Superindico!!!



Beijo grande,
Ana M.

Um comentário:

  1. Meu coração está pulsando de felicidade em saber que você gostou da história, só tenho a agradecer pela resenha linda. Obrigada!!!

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua opinião sobre o post!
Sem comentários ofensivos.
Assim que puder, retribuirei a visita!

Beijos,
Ana M.