domingo, 25 de dezembro de 2016

Minha meta de leitura para 2017!!!

Boa noite, gente!!

Como prometido, aqui vai minha meta de leitura para 2017!!! =D

Desde 2014 estou conseguindo atingir a marca por mim proposta de ler 100 livros por ano.

Li 150 em 2014, 180 em 2015 e até o dia de hoje (2016) li 175, mas quero ler mais uns 10 até dia 31, será que consigo?? kkkk torçam por mim! Depois conto se consegui!

A minha meta desse ano é ler 100 livros + reler a minha Bíblia (edição evangélica) completa e ler o meu dicionário de inglês de Oxford também completo do dia 1º de Janeiro a 31 de Dezembro de 2017.

Confira a divisão que fiz.

Meta de Leitura para 2017
100 livros
• Ler 50 livros em Inglês;
• Ler 40 livros em Português;
• Ler 10 livros em Espanhol.

• Ler a Bíblia Sagrada;
• Ler o English Dictionary of Oxford.

Também tenho algumas metas de escritas para o blog, mas por enquanto é surpresa!!  \o/

Eu sempre tive muita vontade de ler 100 livros por ano, ou mais, e em 2013 prometi pra mim mesma que conseguiria e faria o possível para sempre ler no mínimo 100 por ano. Porém, aquele foi meu primeiro ano na universidade, deveras puxado e só consegui ler 50 :(

Entretanto, a partir de 2014, consegui bater a meta de passar dos 100. E para 2016 eu tinha estabelecido ler apenas 70 contando que eu conseguiria um emprego, no entanto, a crise me pegou, e como continuei desempregada, fui ler, é claro kkkkkkk daí cheguei nos 175 atuais. Aiii, queria tanto bater os 200 livros lidos, mas se eu conseguir ler mais 10 é muito kkkkk

Bom, essa é a minha meta em números, por assim dizer.
Agora mostrarei à vocês alguns dos livros escolhidos para ler ano que vem, aqueles "escolhidos" que quero muito, demais, ansiosamente "conhecê-los"!

Quero ler muito, e tenho muitos, muitos mesmos autores na "fila de espera", portanto, mostrarei apenas os livros físicos que tenho aqui esperando ok?

Outro dia dou uma "mostrada" na minha fila de espera do kindle, que tem mais de 1500 e-books (nossa, nem sei por onde começar kkkk)!!!

Físicos para começar 2017


Note que alguns desses livros eu já li em português e agora quero lê-los em inglês ou espanhol.
Ah, não posso deixar de esclarecer que estabeleci a meta de ler livros em inglês e espanhol, porque são as línguas que já sou fluente e estudei há muitos anos. Eu estava bem relaxada, não lendo muito, e gosto tanto de aprender novas línguas, quis tanto aprender, gastei muito kkkk e não lia? Pois é! Esse ano vou me dedicar mais a essas línguas, por isso inclui o Dictionary também. Em espanhol eu ainda não tenho nenhum desses dicionários nativos, mas se eu conseguir comprar um, incluo na listinha também rsrs

E para finalizar também tenho quero reler 10 livros estes, independentemente da língua, tem que ser releitura.

E acho que é só kkkkk

Muitos tópicos né? Até eu me confundo! rs

Torçam para que eu consiga cumpri-los!!!

E vocês já têm metas de leitura definidas? Conta aí!

Lembrando que conforme eu for completando os tópicos, atualizarei aqui certinho ;)

Eu amoooooo participar de desafios literários também, e este ano participei de 3 fixos, e várias maratonas, hoje mesmo comecei uma maratona nova que vai até o dia 31!!!

Se vocês tiverem blogs ou grupos literários que forem fazer maratonas ou desafios literários em 2017, por favor, não deixem de me avisar, que claro, quero muito participar!!!!

Deixem os links com as informações aí nos comments ou me contate pelo face!!

E aí, curtiram minha meta?
Comenteeeeeem!
E boas leituras em 2017!!!
Que se divirtam, se emocionem e aprendam muito!!!

Beijão,
Ana M.

AGRADECIMENTOS POR UM ANO DE FORTES EMOÇÕES!!!

Olá, galera!
Tudo bem?
Comigo tudo ótimo, graças a Deus! <3

Esse ano foi difícil, muitos problemas, muitas pedras no caminho, mas também preciso muito agradecer a Deus pelos milagres, pela saúde, pelo amor, e pelas imensas oportunidades que tive! Oportunidades estas que esperei durante tantos anos!

Não poderia também deixar de agradecer a todos os leitores e autores/blogueiros parceiros que acompanham o blog!
Por sempre vir aqui "me" visitar tão carinhosamente, pelas dicas, pelas críticas, pelos puxões de orelhas quando fico devendo resenha (e quando é que eu não fico? kkkk), por tudo! <3

Saiba que sua visita por aqui é demasiadamente especial para mim!

Eu criei o blog quando estava passando por uma depressão muito difícil, e é com a ajuda dele que tenho dado a volta por cima!
Deus foi muito fiel também me capacitando e estando sempre ao meu lado!

Obrigada Senhor! 
Obrigada a todos!

Pois então, eu não poderia deixar de agradece-los por tantas vibrações positivas, por tanto companheirismo e muito aprendizado.

Em um mundo de tanta violência, tanta discórdia e demais tretas, esse ano pude dizer que sobrevivi a isso tudo com muito amor, não tanto que dei viu? Mas sim, o tanto que recebi Vocês são demais!

Quero muito estar mais presente aqui no blog em 2017, e trazendo os planejamentos que tenho para ele. Já escrevi uns posts bem legais, porém, fico com preguiça e/ou vergonha de postar kkkkkk aeeeh, 2017 tem que levar minha timidez excessiva pra longe também!!! rs

Espero que ano que vem estejamos mais juntos, mais unidos por esse laço tão lindo e profundo que é a amizade nascida dos livros! ;)

Que Deus abençoe grandemente todos vocês e que tenham leituras edificantes!

No próximo post, trago minha meta literária para 2017!
Não perca!

Abraços apertados *-----*
Ana M.

FELIZ NATAL!!!

E aí, galerê???? FELIZ NATAL!!!!!! Eu queria ter postado ontem, mas né, desde o café da manhã do dia 24 to perdida nos doces e enfim, não tive muito ânimo de vir aqui pra net kkkkkkkkkk Mas comiiiiiii, hein? Tem coisa melhor que comida??? Só livros mesmo!! rs Desejo a todos vocês, de coração, muita paz, saúde, amor, felicidades e que o Espírito Santo de Deus invada cada coração e transforme cada vida que lê esta postagem! Festejar é bom demais! Se fartar de coisas gostosas é melhor ainda! No entanto, JAMAIS devemos nos esquecer do real significado do Natal. Do sacrífico de Jesus, que desceu de Seu trono, para nascer neste mundo, se sujeitar a ser humano, afim de nos dar a salvação, a vida eterna Não há em qualquer lugar do mundo um amor maior que o Dele! Espero que independentemente de sua religião/crença, que nesta noite natalina e no próximo ano, você possa ter uma relacionamento ainda mais estreito e verdadeiro com o Senhor! Um grande abraço, muitas alegrias e paz! Ana M.

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

#Parceria: Livro A Página Certa, do autor brasileiro Laplace Cavalcanti

E aí, pessoal, beleza??

Hoje trago uma notícia supimpa de boa para vocês!! O Blog agora é parceiro do autor brasileiro Laplace Cavalcanti!! E logo estarei resenhando seu livro, A Página Certa. Fiquei imensamente feliz e surpresa pela parceria, pois fazia alguns meses que eu queria muito ler A Página Certa! Agradeço ao autor pela confiança e carinho com o blog, de ter-nos dado esta oportunidade! =) A resenha sairá até semana que vem!! Vou começar a leitura agora mesmo! TO ANSIOSÍSSIMA!! kkkk

Eu amei a premissa do livro + as resenhas que li. Deu pra ver que é bem escrito, e com personagens cativantes e muito engraçados, o que me chamou muito a atenção. No momento, o livro está sendo vendido apenas em e-book no site da Amazon, aproveite que está superbarato! E também está disponível gratuitamente no Kindle Unlimited (esta bênção de Deus, rs).

O livro chegou hoje e eu aproveitei para tirar algumas fotos. Confira-as abaixo e também conheça mais sobre a obra e o autor. SINOPSE
Já na idade em que as mulheres geralmente estão casadas e planejando seu primeiro filho, Cláudia relaciona isso ao insucesso de sua carreira profissional. Afinal, quem compraria romances de uma escritora fracassada no amor? Para piorar, sua editora não renovou seu contrato. Desesperada sem saber que rumo tomar, a escritora recebe uma incomum proposta de um grande empresário.Excêntrico, dramático e mesquinho - dentre outras "qualidades" que possui -, Renato quer a ajuda de Cláudia para encontrar uma mulher para casar. Apesar de estar certo que nenhuma mulher recusaria o grande partido que ele é, por não ser nada romântico, o empresário chega à conclusão que só a escritora de romances ilusórios sobre a fantasia do amor verdadeiro - segundo ele próprio - poderá ajudá-lo.A proposta vai contra tudo o que Cláudia acredita, mas as contas estão se acumulando e seu corpo precisa mais que achocolatado e bolacha para sobreviver. Será que a escritora dará conta de cumprir esta missão quase impossível?
Nascido em 1989 em João Pessoa - PB, Laplace Cavalcanti escreveu sua primeira história aos 8 anos, não tendo parado desde então. Aos 13 anos foi um dos agraciados pelo Prêmio Jovens Autores do Pio XI Bessa, colégio onde estudava. É o autor dos livros A PÁGINA CERTA e PASSOS DE UM UNIVERSITÁRIO, e de diversos contos publicados na Amazon e no Wattpad. Além de escrever também possui um canal no Youtube onde posta vídeos sobre literatura, vlogs e às vezes alguns gameplays.

SITE OFICIALLOJINHAPERFIL NO WATTPADFANPAGEPERFIL NO FACEBOOKPERFIL NO SKOOB TWITTERCANAL NO YOUTUBEINSTAGRAM E então, vocês gostaram? Aiiii eu ameeeei!! Fiquei tão feliz com a parceria, que até passei mal quando o autor me contatou dizendo que eu tinha sido uma das selecionadas *-* Pensa na dor de estômago que me deu! kkkkkkkkk

O livro é ainda mais lindo pessoalmente. Ele tem uma capa fosca (e esse modelo é uma gracinha, uii, rsrs), páginas amareladas e fonte/diagramação na medida certa. Muito bem trabalhado e caprichado, além de ter vindo com vários marcadores também lindíssimos e uma dedicatória e autógrafo do autor! ADOREI!

Vocês também podem ler dois contos do autor gratuitamente no Wattpad!
MESTRE DE MARIONETES e A ESTRADA. (Clique nos títulos). Muito obrigado, Laplace! Já to apaixonada pelo seu livro, rsrsrs
=)

E vocês, estão esperando o que?? COMPRE LOGO AGORA NA BLACK FRIDAY, MEU POVO!! kkkkk E assinem o feed do blog para não perderem a resenha, hein?! Beijo grande, Ana M.

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

A Literatura em Minha Vida

E aí, povão, belezoca??

Hoje o post é especial!! \o/


Na verdade, sempre posto aqui com muito amor, todos os posts são especiais pra mim, mesmo eu sumindo com frequência kkkkkkk

Mas hoje é mais especial, porque em Outubro eu completei o total de 600 livros lidos em toda a minha vida!! AEEEEH \o/

E eu quero muito falar abertamente com vocês sobre literatura no geral. Preconceitos literários - sobre gêneros, com autores específicos, naturalidade, etc.

Minhas experiências com leituras e com autores. As loucuras que já fiz para adquirir um livro. O quanto são imprescindíveis para mim e muito mais.

Eu escrevi alguns posts, que irei postando aos poucos, porém, não tenho um número específico, conforme eu for me lembrando de assuntos que valem a pena serem discorridos, irei postando aqui!

Então, quem vem comigo nessa viagem ao meu mundo, a minha vida?

Tenho muita coisa para falar, e o que posso adiantar é: vamos amar ainda mais os livros e reconhecer o seu valor. O valor de cada escritor, a arte que muda vidas e nos faz superar e derrubar tantas barreiras!

Por isso estou nomeando esses meus textos como a "Série A Literatura em Minha Vida", com o intuito de lermos e amarmos mais os livros e seus incríveis "progenitores".

AAAh, vou fazer listinha dos meus preferidos da vida!!!
Embora este esteja sendo o texto mais difícil, porque a lista NÃO PARA de crescer!! rsrsrs

Tomara que curtam, e comentem muito! Objetem, discutam. Só peço mais amor, e nenhuma agressão! rs

Bora nessa?

Daqui há pouquinho sai o primeiro desabafo! kkkkk

Beijos,
Ana M.

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

#Resenha: A Luva de Cobre, Holly Black e Cassandra Clare (Série Magisterium #2)

Oii minhas people, tudo certo?
Mais uma resenha de um livro aguardadíssimo por mim! rsrs
Confira o que eu achei!!


De volta ao Magisterium e de uma forma bem inusitada, após fugir de casa e ir parar numa festa de arromba na casa de Tamara, Call, bem desanimado por ter ficado longe dos amigos e brigado com o pai, não aproveita muito seus primeiros dias de aula, apesar de estar empolgado que logo ele, Aaron e Tamara, sairão em novas aventuras incubidas pelo Magisterium, a escola de magia que frequentam.

Porém, depois de ficar nervoso pensando sobre aquele segredo que é deixado no ar no final do primeiro livro (não posso contar, porque é spoiler), e mais os segredos do pai que descobriu, Call, sem aguentar mais, bota a boca no trombone e revela aos amigos esse segredo tenebroso que Alastair, seu pai esconde.

Tamara, chatinha como sempre, o menina implicante! Me deu uma raiva dela diversas vezes nos livros kkkk conta o segredo para o mestre Rufus, encarregado dos três, e vira uma correria para prenderem o pai de Call, o que o faz fugir, junto com os amigos a fim de encontra-lo antes e faze-lo devolver a alkahest, o objeto poderosíssimo que roubou (relacionado com aquele segredo do Call), e que pode destruir a vida de muitos, principalmente de Call e Aaron.

O livro é mais ou menos isso aí. Nossa, achei supermonótono, foi difícil de ler, porque gente, que sono me deu! A leitura foi engrenar já passando da metade!

Eu confesso que gostei bem mais do primeiro livro, achei esse bem fraquinho e continuou sem dar várias respostas, pelo contrário, deixou mais pontas!!

Aquele segredo do Call (fica estranho falar sempre no segredo, mas é que não posso revelar esse spoiler, mesmo!), ainda não é totalmente confirmado o que me deixou chateadíssima kkk  surgindo outros questionamentos e novidades.

O final foi interessante, deu pra perceber que ou os próximos três livros cairão, ou serão bem mais legais e envolventes - assim espero!!!

Nessa obra, a aventura toda contou com a "participação especial" de Jasper, que era bem chatinho com os três, principalmente com o Call. E foi legal ver ele menos marrento, e mais amigo.

O Call continua divertido e estabanado, sempre se metendo em confusões, uma atrás da outra, e com aquela carência de família e amigos. O Aaron não estava tão bacana como no livro anterior, e a Tamara o mesmo cocozinho de sempre kkkkkk a menina pode ser esperta, porém, é chataaaaa! rs

Poderia ter sido melhor, não gostei muito, e fiquei pensando em parar a série por aqui. Só que né, sou curiosa, por isso já comprei o e-book do terceiro livro, que chama-se A Chave de Bronze.

Lerei rapidamente e logo mais trago resenha dele também!

Quem já leu ou quer ler, não deixe de comentar!!

• COMPRE AQUI!!! •


Beijocas,
Ana M.

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

#Resenha: O Encontro, Richard Paul Evans (Série Caminhos #1)

Oii gente, tudo bem??
Hoje tem resenha de um livro que eu queria ler há anooooos! Finalmente matei minha vontade rsrsrs
Confira o que eu achei!!


Em 2012, numa visita que fiz à livraria na véspera de Natal, encontrei na promoção o livro O Encontro de Richard Paul Evans, o primeiro volume da série Caminhos.

Fiquei compenetrada, encantadíssima pela capa, apesar de ter achado pela sinopse o livro um pouco triste.

Naquele dia não pude comprar e por fim, fui postergando até semana passada, quando o adquiri numa troca no sebo! 
Cheguei em casa toda feliz, corri ler, e... minha decepção não podia ser maior!!! =(

Não gostei nem um pouquinho do livro. Na verdade, detestei. kkkk
Talvez vocês gostem, e como podem ver a capa é lindíssima, entretanto, a história deixou MUITOOOOO a desejar.

Alan, o protagonista, é um publicitário esperto e bem sucedido que rapidamente conquistou seu espaço e um bom dinheiro. Casado com a sua melhor amiga de infância, McKale, vive plenamente feliz e realizado, não desejando mais nada da vida.

Porém, a vida segue como sempre pregando peças quando menos esperamos, e McKale sofre um acidente, cai do cavalo que tanto ama e além de ficar paralítica, após um mês, morre de infecções causadas pelo trauma. E não, isso não é um spoiler, a morte da personagem já é sabida na própria sinopse do livro.

Enquanto cuidava de McKale, Alan é traído pelo sócio, Kyle, que rouba sua empresa e dinheiro, deixando-o à deriva. Sem carro, casa, emprego, sem nada.

Alan decide sair numa caminhada sem nem pensar muito a respeito, para espairecer e pensar na vida.

O livro já começa desandado pra mim. Primeiro que é tudo muito rápido, a descrição sobre a infância de Alan, como conheceu McKale, sua relação com os pais, etc., são bem superficiais e sem base, não da para imaginarmos os personagens, termos suas personalidades e desenvolvimentos estruturados em nossa mente.

Quando McKale morre, Alan simplesmente aceita tudo numa boa, não vai atrás de denunciar seu sócio, ver se consegue o que lhe foi roubado. Simplesmente pega uma mochila com poucas roupas e comida, e sai. Simples assim kkk

No caminho ele conhece algumas pessoas legais, sem muito diálogo, sem muitas aventuras, fala apenas com um e outros, e anda bastante, vários quilômetros por dia.
As maiores descrições são dos alimentos que ele come. Todo dia almoça e janta, e cada pratão!!
Não que ele não devesse comer, é claro, só que isso me incomodou muito, porque o cara não tinha grana pra nada, e o pouco que tinha no banco gastava comendo cada prato bem feito, típico e tal. Se o autor quis mostrar que ele estava aprendendo novas culturas, adquirindo mais experiências, a meu ver, pecou gravemente, poderia com certeza ter explorado mais a dor das perdas de Alan, sua força e vontade para recomeçar e seu relacionamento com as pessoas que foi conhecendo pelo caminho. E não desperdiçado páginas narrando sobre comida kk

Eu NUNCA acreditei em sinopses, NUNCA. Porque sempre são enganosas, na maioria das vezes, não relatam nem um quarto do que acontece no livro, e não é spoiler que quero, é relatar brevemente o que encontraremos, porque com O Encontro eu confiei na sinopse e detestei. O livro não fala sobre recomeço como nela é descrito, e sim, sobre um rapaz que perde muito e sem saída, sai por aí, sem um rumo certo, sem muita vontade de viver.

A escrita não é grandes coisas também, achei bem bobinha, parecia um livro infantil.

Desculpem-me mesmo quem gostou do livro, porém, eu realmente não curti nada, vai voltar pro sebo kkk logo trocarei ele, não rolou pra mim.

• COMPRE AQUI!!! •


Essa é a primeira resenha do mês de Novembro para o Desafio Alfabeto Literário (Clique aqui para saber mais).
As iniciais correspondentes são R e Y.

              Submissa?, Fabiana Bertotti
              Um Porto Seguro, Nicholas Sparks
              O Resgate, Nicholas Sparks
              Uma Longa Jornada, Nicholas Sparks 
              Maria, Francine Rivers

E aí quem já leu ou quer ler?
Espero que gostem mais que eu, rsrsrsrs

Beijo grande!
Ana M.

sábado, 29 de outubro de 2016

#Resenha: Vida e Morte, Stephenie Meyer (Saga Crepúsculo #5)

Oii gente!
Hoje tem a primeira resenha do Desafio Alfabeto Literário do mês de Outubro, confira!



Vida e Morte - Crepúsculo Reimaginado, de Stephenie Meyer, é o quinto livro da Saga Crepúsculo, que eu amooooo por sinal! rsrs

Li a saga completa em 2013, emprestado da biblioteca da faculdade e depois em dezembro daquele mesmo ano, comprei aquela box branco no submarino, pagay superbarato acho 32,00 =)

Porém ainda não reli kkkkk Acabei por reler só os dois primeiros volumes em inglês, mas o meu box tá novinho ainda kk

Eu amoooooo demais essa série. Por isso até acabo postergando a releitura. Pois quando o li a primeira vez, era numa época de muitas provas e seminários, tinha que me preparar muito, sempre na correria com esses trabalhos, então li aos poucos, mais no ônibus na volta pra casa, sendo que a minha vontade era mesmo pegar os livros de uma só vez!

Agora vou deixando pra quando tiver bastante tempo kkk ler tudo duma vez mesmo!!

Enfim, chega de delongas vamos a resenha!

Ano passado (2015) completou 10 anos de lançamento do primeiro livro, Crepúsculo, e a tia Stephenie, arrasou mais uma vez, relançando o primeiro livro com os gêneros trocados, ou seja, a Bella virou menino, o Beau, o vampiro Edward, a misteriosa vampira Edythe, e por aí vai com demais personagens. Os únicos personagens que mantiveram seus "gêneros" iguais a saga original, foram o pai e a mãe de Bella/Beau, Charlie e Reneé, no próloga a autora explicar certinho o porque, o fato de na época que a personagem nasceu raramente os filhos ficassem com os pais, caso se separassem, como aconteceu com os pais da Bella - que vivia com a mãe.

Caso você não conheça a história original (ACHO DIFÍCIL!) é resumidamente assim: Bella tem 16 anos e após a mãe, Reneé casar-se com um jogador e por conta do trabalho dele ter de se mudar, Bella vai para a chuvosa Forks, - lugar que odeia, porém, é onde vive seu pai, Charlie -, a fim de dar mais privacidade para o novo casamento da mãe.
Tímida, depressiva, desastrada e reclamona kkk (muito eu kkk), Bella, aos poucos vai fazendo amizade na nova escola, e encanta-se à primeira vista pela família Cullen, 4 adolescentes com rostos perfeitos que não falam com ninguém, provocando incômodos nas demais pessoas, menos em Bella que apaixona-se loucamente por Edward, que assim começa um fofo e viciante romance!

É mais ou menos isso, kkkk aii que delícia, amo essa série, apesar de claro, não concordar com tudo, e achar a Bella pra baixo demais. Assim que reler, resenharei os outros livros pra vocês, ok? :)

Pois bem. A história de Vida e Morte é a mesma da Bella, até com as mesmas falas e mesmos acontecimentos, o que muda são as atitudes de Beau, que mesmo tímido e desastrado, é mais alegre e fofo que a Bella, divertido e bem tranquilo kkkk não é tão irritado como a Bella é as vezes.

A Edythe em compensação não é tão apaixonante como o Edward, achei ela meio chatinha, sem uma personalidade muito atrativa, e a parte protetora que o Edward foi tão lindo e competente, não combinou muito com ela.

GENTE, SEM PRECONCEITO, MAS... Homem que tem que ser cavalheiro, todo protetor, todo cheio de abraços kkkk mulher muito protetora fica estranho, dependendo de como ela age, fica muito "mãezona", não é que não devemos ser protetoras, temos sim, mas sem exageros. E a Edythe ficou meio exagerada.

É bem parecido com o livro original, porém, o final é beeeem diferente.
A meu ver, seria o final que a Stephenie Meyer pensou em dar pra Bella inicialmente.

Sim, sem spoilers, mas se você ler os livros ou assistiu aos filmes, provavelmente já sacou o que acontece.

Eu particularmente amei. Achei bem legal, gostoso de ler, e foi uma perspectiva interessante.

No entanto, ainda prefiro o final da Bella. Mais legal, divertido, apaixonante (já repeti essa palavra montes de vezes, mas é que é mesmo kkk amooooo).

Sou #teamEdwardeBella, embora tenha curtido bastante Edythe e Beau, e amado esse novo livro, confesso que não chega a grandeza dos livros da Bella! Não teve a mesma emoção.

O final foi bacana e me deu uma coisinha no peito vendo o pai e a mãe do Edythe, queria até ter visto mais deles, enfim...

Deixa eu terminar aqui antes de soltar algum spoiler kkkkkkk

Espero que leiam um dos livros da série e curtam muito como eu! rs

Edição vira-vira brasileira, publicada pela editora Intrínseca


Saga Crepúsculo
* Crepúsculo #1 (Edward e Bella)
* Lua Nova #2 (Edward e Bella)
* Eclipse #3 (Edward e Bella)
* A Breve Segunda Vida de Bree Tanner #3.5 (Spin-off de Eclipse)
* Amanhecer #4 (Edward e Bella)
* Vida e Morte #5 (Beau e Edythe)

• COMPRE AQUI!!! •



Essa é a primeira resenha do mês de Outubro para o Desafio Alfabeto Literário (Clique aqui para saber mais).
As iniciais correspondentes são S e U.

              Submissa?, Fabiana Bertotti
              Um Porto Seguro, Nicholas Sparks
              O Resgate, Nicholas Sparks
              Uma Longa Jornada, Nicholas Sparks 
              Maria, Francine Rivers

Espero que tenham gostado!
Quem aí já leu Crepúsculo? E quem quer ler?
E Vida e Morte se interessam? rs

Beijo Grande,
Ana M.

#Resenha: O Rapaz do Pijama às Riscas (O Menino do Pijama Listrado), John Boyne

E aí, gente, beleza??
Hoje tem resenha de um livro lindo e emocionante demais!
Confira!


Já faz alguns anos que eu tinha assistido o filme, e claro, queria ler o livro, porém nunca achava-o para comprar, até que alguns meses atrás, comprei bem baratinho meu exemplar no sebo, apesar de ser uma edição Portuguesa! O título em Portugal é O Rapaz do Pijama às Riscas, porém, não percebi muitas mudanças na ortografia, raras palavras são diferentes do nosso português brasuca. Deu pra entender tudo perfeitamente

Vamos a história kk

Bruno tem nove anos e acaba de se mudar de Berlim, para uma casa ao lado do campo de concentração de Acho-viu, como ele dizia (Auschwitz - Polônia), com a irmã Gretel, a mãe e o pai, que é comandante de Hitler.

Bruno obviamente não aceita bem a mudança, pois para um garoto de apenas 9 anos é algo totalmente trágico e inaceitável. Ele teria de deixar seus "três melhores amigos de toda a vida", sua casa de 5 andares e tudo o mais. Assim que chega na casa nova, Bruno surta, pois a casa só tem 3 andares kkkk e pra ele é muito pequena.

Pode parecer fútil e até nojento alguns dos pensamentos de rico do Bruno, porém, ele é muito sincero, querido e extremamente educado. Não vê os pobres, os judeus, como inferiores, mas sim, totalmente como iguais. Embora as vezes ele tenha ficado bem triste por não ter tanto o conforto que tinha quando ainda morava em Berlim. Percebemos que é apenas costume, e não arrogância, de fato.

Em uma de suas explorações em volta do campo de concentração, que ninguém lhe contava exatamente o que era, o que todas aquelas pessoas presas circundadas por aquela enorme cerca significavam e o que estavam fazendo, sempre com seus pijamas listrados, Bruno, curioso, está sempre a observá-los, até que um dia ele encontra um garotinho mais baixo e mais franzino que ele, vestido com o pijama listrado, abatido, esfomeado, e cheio de histórias pra contar.

Separados apenas pela cerca, Bruno e seu novo amigo, Shmuel, também de 9 anos, que nasceu no mesmo dia e ano de Bruno, passam um ano conversando, sendo os únicos companheiros um do outro. Mesmo com tanta diferença para o "mundo", eles se consideram iguais. Bruno estava sempre sozinho, abandonado pelos pais ricos e considerados "superiores", enquanto Shmuel, separado de sua mãe, sofrendo todas as barbáries dos nazistas, tinha o amor do pai e do irmão mais velho também lá presos.

Essa amizade entre Bruno e Shmuel cresce rapidamente. Com muito respeito e inocência de ambas as partes. Bruno chega a compartilhar comida com o amigo e até o convida pra visitar sua casa, além é claro de questionar Shmuel o porque deste não gostar de soldados, sendo que seu pai era um e muito bom - para ele.

Enfim, não tem como eu falar muito sem dar spoiler, mas da pra tirar MUITAS lições importantíssimas de O Rapaz do Pijama às Riscas/O Menino do Pijama Listrado.

É um livro incrível, sensacional. Recheado de inocência, amor fraternal destes meninos, emoção, e não posso deixar de falar: muita dor, muito ódio, muito abandono, muita falta de humanidade.

O final foi perfeito. Pode ser doloroso para alguns, e até o é. Mas creio que foi o melhor, a forma mais conscientizadora que o autor John Boyne encontrou de nos fazer parar e refletir sobre a vida, e as consequências trágicas do egoísmo comumente humano.

Com certeza um dos meus livros preferidos da vida <3 <3 <3 <3 <3

Leitura importantíssima e imprescindível!!!

Capa da edição brasileira
Quem já leu ou quer ler?? Não deixe de comentar!!

Beijo grande,
Ana M.


domingo, 25 de setembro de 2016

#Resenha: De Amor e Amizade, Clarice Lispector

E aí, gente, tudo ok?
Tomara que sim!

Hoje tem resenha de um livro fofo e muito gostoso de ler!
Eu amoooooo livros de crônicas e contos e esse foi maravilhoso!

Confira!



A coletânea de crônicas De Amor e Amizade é o primeiro livro que leio da diva Clarice Lispector.
Sim! Que vergonha! Eu ainda não tinha lido nada dela. Quer dizer, pra não dizer nada mesmo, tinha sim lido apenas duas de suas crônicas para trabalhos na facul e só. kkkkk

Confesso que tinha certo receio de ler Clarice, pois tive uma profe no Ensino Médio que dizia ser bem ruim e difícil de ler seus livros, que não era todo mundo que entendia, enfim, me desanimou por completo!

Sabe "aquela história" que nem todo mundo tem mentalidade "apropriada" para compreender tal livro? Pois é! Bobagem! A gente só não se deixa levar por livros que não são do nosso gênero preferido, mas ninguém é melhor, superior a ninguém quando o assunto é leitura. Ler é para TODOS e ponto! Qualquer pessoa pode ler os variados livros que quiser, não tem livros para um só público!!

Alguns amigos meus realmente me disseram que não compreenderam algumas partes de seus livros, pois os pensamentos dos personagens estavam "perdidos" no meio da narração. Bom, não foi o caso desta antologia que li, sendo assim, não posso confirmar o que eles me disseram, só sei que ERREI FEIO deixando a opinião dos outros me tirar a vontade de ler uma escritora tão talentosa, e me arrependi mesmo de não ter lido-a antes!

Esta é uma obra maravilhosa! Com crônicas encantadoras, que nos remetem à vários sentimentos e experiências pessoais, além de serem leves e divertidos. Mostrando um lado singelo e inteligente de Clarice.

A autora narra avidamente sobre casos que lhe ocorreram no momento presente em que estes foram escritos, assim como, momentos e acontecimentos de seu passado, mas que tiveram um efeito especial em sua vida, por isso merecem serem destacados.

De Amor e Amizade é um livro fluído, descontraído e reflexivo. Gostoso de ler e de forma alguma foi cansativo. Li em menos de duas horas e valeu super a pena, quero demais ler várias outras obras da autora, inclusive as demais antologias, pois amooooo tanto crônicas! rs

Aprendi a lição, e por favor, aprendam comigo: JAMAIS deixem de ler algo porque te disseram que não era bom. Eu não só me arrependi, como estou envergonhada de ter demorado tanto para conhecer "a Clarice" kkkk

Quem já leu, comenta aí o que achou!!
E quem ainda não leu e ficou curioso, comente também, rs

Beijocas e uma ótima semana!
Ana M.

sábado, 24 de setembro de 2016

#Resenha: A Entrevista Ininterrupta, Felipe Colbert


Oii gente, tudo bem??
Hoje tem resenha de um livro que já tomou seu lugar no meu hall de preferidos da vida

E aí, ficou curiosa(o) pra saber qual é?
Então, leia a resenha abaixo!!! Você vai amar esta obra, tenho certeza!


Já faz uns dois anos ou mais que quero ler um livro do autor brasileiro Felipe Colbert, e até que enfim chegou a hora, rsrs

Sensacional, não sei nem o que dizer. Quero resenha-lo, mas quando amo MUITO um livro, como é o caso, nem consigo, rsrs   Mas vou tentar dizer o quanto amei esta leitura! rs   =)

Em A Entrevista Ininterrupta conhecemos o carismático apresentador de um famoso talk show televisivo, Cacá Camanducaia, que no dia que completa gloriosos 4 anos do programa no ar, sofre um atentando completamente inesperado, causando um rebuliço geral, deixando-nos eletrizados e angustiados com o que está por vir. O que pode ou não acontecer.

Acontece que o diretor do programa, Abel Negreiros, recebe um email, e posteriormente uma ligação de um louco intitulado Hefesto, que confessa abertamente ter colocado duas bombas no estúdio onde está sendo gravado o programa, sendo uma delas em uma das poltronas da platéia e a outra bem embaixo da poltrona de Cacá, e caso o apresentador levante-se ou mexa-se demais, esta bomba poderá explodir inevitavelmente.

Com uma narrativa deliciosa, de tirar o fôlego, muitíssimo bem escrita e desenvolvida, Felipe Colbert nos deixa imersos neste mundo televisivo, não só aguçando nossa curiosidade para o desenrolar dos fatos, como também, para conhecer mais a fundo cada personagem, suas famílias, medos, desempenhos, e afins.

Os personagens secundários são muito bem traçados e apaixonantes, terminado o livro com aquele gostinho de quero mais.
Gostei muito do Abel, da Maria Antônia, do Xamã Aiguara, da Cecília e demais personagens.

O drama + suspense é muito bem dosado, trabalhado minuciosamente sem deixar pontas nem dúvidas. 
O final é estarrecedor! Mudando totalmente a vida de muitos personagens!

Um livro incrível, mais que recomendado!

Com certeza vou querer ler os demais livros do Felipe Colbert, aliás, já tenho dois aqui a serem devorados! 

Leeeeiam!!

Quem já leu, por favor, não deixe de comentar!!
E quem quer ler? Comente também!! =D

Beijo grande,
Ana M.

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

#Resenha: Geek Girl, Holly Smale (Série Geek Girl #1)

Oiie gente, belezoca??

Booooom começo de mês para todos!!
Que Setembro traga muitas felicidades e realizações de antigos sonhos, e claro, que junto com o Brasil, possamos conquistar mais nossa independência. =)


Desde o lançamento do primeiro livro da série (de cinco volumes) Geek Girl de Holly Smale, fiquei curiosa para lê-lo.

Gosto de livros com temas voltados ao universo geek, acho bem engraçados e fofinhos.
Porém, acabei postergando mais uma vez a leitura, e por fim, li o primeiro volume da série em Abril para outro desafio literário e aproveito pra resenhar agora.

Gostei do livro, embora tenha me decepcionado um pouco. Narrado em primeira pessoa pela protagonista, Harriet Manners, uma geek curiosa, falante e com uma absoluta vontade de mudar e ser aceita pelos colegas de classe, que ao fazer a vontade de sua melhor amiga, Nat - que sonha em ser modelo, vai parar num evento badalo e é então escolhida para modelar. Contra sua vontade e todas as possibilidades.

Com uma série de trapalhadas, medos e muitas mentiras, Harriet não só ingressa no mundo da moda, como também aprende a gostar deste mundo, e percebe como ela pode ser feliz sendo ela mesma. Sem precisar mudar por ninguém, nem tentar ser outra pessoa.

É um livro de leitura rápida, fluida, indico para quem quer passar uma tarde descontraída, sem nada muito sério.

Eu fiquei irritada em algumas partes, pois a Harriet devaneia demais, o tempo todo praticamente, o que tomou conta do livro. Senti falta de ter mais detalhes sobre seus pais, sua amizade com a Nat e com o doido do Toby, e até com o Nick, o modelo gatinho que ela se encanta e fotografam juntos.

O final é bem fofinho e divertido. Principalmente numa conversa com Annabel, sua madrasta, que ama verdadeiramente Harriet e a faz entender o quanto ela é digna e especial.

Uma boa leitura sim, mas nada muito profundo e não é voltado totalmente para o cômico.
Não me agradou totalmente, e provavelmente não lerei mais nenhum volume da série, quem gosta de pessoas estabanadas, rsrs a Harriet é um "prato cheio"!


Essa é a primeira resenha do mês de Setembro para o Desafio Alfabeto Literário (Clique aqui para saber mais).
As iniciais correspondentes são H e Q.


E aí, quem já leu ?? E quem quer ler?
Não deixem de comentar!!! *-*

Beijos,
Ana M.