terça-feira, 12 de março de 2019

#Resenha: O Enigma da Bíblia de Gutenberg, Maurício Zágari (Série Aventuras de Daniel #1)

Olá, pessoal, tudo belezinha?
Hoje tem resenha de um livro que eu estava ansiosa pra ler!
Confira!

O Enigma da Bíblia de Gutenberg, do autor brasileiro Maurício Zágari, é um livro policial cristão que eu estava louca pra ler há mais de um ano!

Porém, foi um livro que me decepcionou um pouco, não que seja um livro ruim, mas sim, por ser beeeem juvenil e sem muitas reviravoltas.

O livro conta a história de Daniel, que frequenta a igreja e tem muita fé em Deus, sempre lendo a Bíblia, estudando a Palavra no grupo de jovens e decorando versículos. 

Daniel fica superfeliz com o culto que terá a presença do pastor Claúdio, que veio dos EUA, com um exemplar raríssimo da Bíblia de Gutenberg, ou seja, o primeiro livro impresso da história!

No entanto, bem na hora do culto a Bíblia é roubada e Daniel passa a ser um dos principais suspeitos, já que ele tem acesso direto ao escritório do pastor - de onde a Bíblia sumiu -, como está sempre lá confeccionando o jornalzinho da igreja.

Daniel acabou de concluir o último ano da escola, e mora com a mãe e o irmão pequeno, e imagine seu desespero ao ser interrogado e receber uma ordem de prisão da polícia!

É claro que ele foge, e aí começa uma perseguição de tirar o fôlego!

Uma coisa que me deixou incomodada é que um menino tão novinho foge o dia todo da polícia e a mãe dele não liga, não corre atrás, não faz nada. Ele praticamente dorme na rua na primeira noite de sua fuga, e eu fiquei tipo "Jesus têm poder! Alguém vai matar ele de madrugada!" rsrs

Mas é preciso ressaltar que o Daniel só foi acusado horas depois do crime, logo após o ocorrido, Daniel tem dois suspeitos que à primeira vista, tem tudo para ser o culpado. Porém, conforme Daniel vai vigiando-os, vai percebendo que eles só têm a aparência de ser "do mal".

A noite no culto quando Daniel é acusado e começa a fugir, mais provas e coincidências o levam a desconfiar de uma pessoa, até então, completamente "inocente".

O livro é bem curtinho e rápido, e da hora que o roubo acontece até o final dá cerca de dois dias na trama. 

Graças ao estudo bíblico de Daniel + sua atenção com mínimos detalhes, Daniel descobre quem é o verdadeiro culpado, e nos faz refletir sobre como as aparências podem nos enganar, nos fazer julgar erroneamente.

É um livro simples, mas com uma mensagem bonita, mostrando que até quem quer agradar a Deus pode se deixar envolver por bobagens e deve ficar atento e jamais julgar sem conhecer a verdade por completo.


Essa é a primeira resenha de Março do Desafio Literário Livreando 2019.
Da opção: da minha cor favorida, azul.
Saiba mais sobre o Desafio do querido blog Livreando, CLICANDO AQUI!

Beijos,
Ana M.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião sobre o post!
Sem comentários ofensivos.
Assim que puder, retribuirei a visita!

Beijos,
Ana M.