segunda-feira, 2 de novembro de 2015

#Resenha: Elvis Presley, Ana Flávia Miziara e Marcelo Costa

E aí gente, tudo bem??

A resenha de hoje é de um livro que não curti muito, mas vamos lá. Tirem suas próprias conclusões, rsrsrsrs



Como todos já devem ter percebido, amoooooo o Elvis, sou muito fã dele e curto bastante ler suas biografias. Porém, há sempre muitas controvérsias em livros biográficos, principalmente quando tem acusações de doenças e/ou polêmicas de comportamentos, que convenhamos, na grande maioria dos casos, vem a ser improváveis.

O livro Elvis Presley escrito por Ana Flávia Miziara e Marcelo Costa, é um desses. Já nas primeiras páginas é ressaltado o fato do autor M. Costa, ter tido acesso e amizade com familiares e empregados do rei, além de ter estudado e pesquisado toda a vida do cantor durante anos. 

Porém, como fã e leitora assídua posso lhes dizer que é um livro muito pobre. É cercado de fatos culminantes, aqueles bem polêmicos e curiosos, só que NÃO há confirmação em praticamente nenhum. Como você aponta uma coisa tão impactante da vida de outra pessoa, ser ter provas concretas?? Biografias devia ter conclusões e não suposições.

Elvis é acusado de ser voyeur, agente secreto do FBI, paranoico exagerado ou mesmo espiritualista. Dizem que ele falava com seu irmão gêmeo natimorto e também já viu várias vezes discos voadores e seus derivados, e é claro, hipocondríaco.

Enfim, pra mim o livro só ressalta "defeitos", e assim, os joga na cara do leitor, deixando-nos com uma imensa interrogação na cara! Não da nem pra acreditar que foi escritor por "fãs", porque acho corretíssimo falar dos defeitos do cara, problemas acalorados, manias, essas coisas, afinal, ninguém é perfeito, agora é ridículo lançar um livro com muitas dúvidas e praticamente nenhuma afirmação verdadeira e correta.

O mais correto e confirmado neste livro foi as datas de show que o Elvis fez, mas aí é fácil né? Em váriooooos sites, revistas e jornais daquelas época encontra-se essas informações.

Essa foi uma leitura muito decepcionante, geralmente, escolho os livros a dedo para resenhar aqui, pois, embora eu não tenha gostado desse, acho importante que os fãs e admiradores do cantor leiam e saibam bem sobre esta biografia antes de compra-la.

Quando eu comprei em 2013, não achei resenhas dele, e me surpreendi negativamente, o ponto mais positivo na minha opinião são as fotos, a cada página é de um lado uma foto (em preto e branco), do outro a impressão do texto. As páginas são brancas com letras grandes e de capa dura. 

Na época em que ele foi lançado (1996) as fotos eram consideradas exclusivas, porém, hoje você pode encontra-las no google images.

Pra mim, foi mais um livro de alcoviteiros. Faltou muitaaaaa informação, e as que foram "jogadas", estavam nuas, sem explicações coerentes nem bases concretas. Poderia ter sido uma bem mais explorada!

Além do que, como na maioria dos livros biográficos de Elvis Presley, é citado o fato de ele ter gostado de ler uns livros espíritas e tal, e a família e amigos foram contra. O livro cita esta ocorrência, porém, não defende nem descarta as calúnias proferidas contra o Elvis por conta disso. Bobeira demais né, o pessoal da "máfia de Memphis" te-lo criticado tantos só porque lia esses livros, but ok, esse assunto fica para um próximo post!

Então é isso pessoal,
não foi a melhor biografia que li, mas já valeu por ter as fotos comigo, rs

Quem já leu não dei de comentar, e quem quer ler também deixei aí sua opinião!

Minha dica de leitura sobre Elvis Presley (esses eu confio e gostei muito do trabalho de pesquisa e curiosidades):

* Elvis e sua Pélvis, Michael Cox (LEIA RESENHA AQUI!)
* Elvis e Eu, Priscilla Beaulieu e Sandra Harmon (LEIA RESENHA AQUI!)
* Conhecendo Elvis, Richard Rossini (RESENHA EM BREVE)


Beijos, 
e até mais!!

Ana M. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião sobre o post!
Sem comentários ofensivos.
Assim que puder, retribuirei a visita!

Beijos,
Ana M.